Experiência aprovada: ACLP realizará reuniões virtuais até o fim da pandemia

A Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou, na noite dessa quinta-feira, 30, sua primeira reunião virtual. O encontro teve caráter informal, o que não impediu que questões relevantes fossem discutidas. Ao mesmo tempo, prestou-se para testar a possibilidade de se utilizarem as novas ferramentas de conexão on-line, enquanto perdurar a pandemia de Covid-19.

Aberta pelo presidente Teoberto Landim e operacionalizada, através da plataforma Zoom, pelo acadêmico Marcelo Braga, a reunião contou com a presença dos titulares Eulália Leurquin, Gorete Oliveira, Italo Gurgel, Myrson Lima, Paulo Lobão, Regina Barros Leal, Ritacy de Azevedo Teles e Vicente Júnior. Também acessou o espaço virtual o Prof. Anizeuton Leite, correspondente da ACLP em Jucás. A expectativa do presidente Teoberto é que eventuais dificuldades técnicas possam ser superadas, ao longo dos próximos encontros, possibilitando uma conexão ainda mais ampla e proveitosa entre os membros da entidade.

Sugestão apresentada ontem e aprovada por todos foi no sentido de que se estabeleça um calendário fixo para as reuniões virtuais, que passarão a se realizar na primeira quinta-feira de cada mês, sempre com início às 20:00h. O próximo encontro terá lugar no dia 6 de agosto, já em parâmetros formais, reproduzindo a agenda das reuniões presenciais. Assim, haverá espaço para leitura da Ata, os informes, as deliberações e mesmo a tradicional Hora do Vernáculo. Até lá, os acadêmicos que se propuserem expor sua produção nos encontros mensais devem entrar em contato, o quanto antes, com o Prof. Teoberto Landim, para o necessário agendamento.

Landim, que se encontra como Presidente ad hoc, uma vez que seu mandato expirou, colocou em pauta para a quinta-feira, 6 de agosto, discussão sobre a eleição da nova Diretoria e edição do próximo número da revista “Vernáculo”. A publicação, que normalmente circula no mês de outubro, quando se comemora o aniversário da Academia, deverá ter suspensa em 2020, voltando a circular, em 2021, com uma edição especial capaz de reunir a produção do biênio. É desejo do Presidente que aqueles acadêmicos que não conseguiram conectar-se com a reunião on-line de ontem procurem, ao longo desta semana, superar quaisquer problemas técnicos a fim de participarem plenamente, nos próximos meses, das atividades da Academia. O mais provável é que, numa postura inspirada pela prudência e respeito à vida, a ACLP somente retome as reuniões presenciais após o surgimento de vacina contra o coronavírus.

Sabedoria

Prof. SEBASTIÃO VALDEMIR MOURÃO, membro titular da Academia Cearense da Língua Portuguesa – Cadeira nº 19

Vi o rosto de um cego que via
e nele, a agonia;
um sorriso nos lábios
e nele, a omissão;

vi um olhar triste
e nele, o padecimento;
vi cair uma lágrima
de quem não devia chorar
e nela, a hipocrisia;

vi a burguesia nas mansões
e com ela, fartura e prazer;
um mendigo na beira da rua
e nele, a ironia…

vi a verdade nos outros
quando não me via mais e, na verdade, a sabedoria.

Miragem

GISELDA DE MEDEIROS, membro titular da Academia Cearense da Língua Portuguesa – Cadeira nº 16

Bem sei. O amor chegou, me fez visita.
E me deixou atônita, sem mim.
Chegou qual beduíno que, além, fita
uma miragem, qualquer cousa assim.

E sem pedir licença, foi entrando…
E, se apossando do que havia em mim,
rasgou meu peito, e, assim, foi-se alojando
no espaço acetinado de carmim.

Bendigo-te, ó miragem! Estou vencida!
Podes entrar… é tua esta morada,
onde ainda canta, em cada canto, a vida.

Só uma cousa, amor, eu mais almejo:
ama-me muito, faze-me tua amada,
para que, deusa, eu surja do teu beijo.