ACLP dá posse a novos membros em solenidade comemorativa dos 42 anos

A Academia Cearense da Língua Portuguesa (ACLP) realizou, sexta-feira, dia 22 de novembro, solenidade comemorativa dos 42 anos de sua instalação. Na ocasião, tomaram posse as novas ocupantes das cadeiras nº 23, Profª Ritacy de Azevedo Teles, e nº 33, Profª Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin. Também foi feita a entrega da Medalha Hélio Melo – principal comenda concedida pela ACLP – aos professores Ada Pimentel Gomes Fernandes Vieira, Ênio Silveira e Mário Barbosa Cordeiro.

O acadêmico Paulo Sérgio Lobão, responsável pelo cerimonial, destacou que a Academia, idealizada pelo inesquecível Hélio Melo, se consolidou ao longo dessas quatro décadas, conquistando destaque nacional editando publicações científicas, colaborando para a produção intelectual no campo da linguagem e partilhando saberes numa prática de profunda ascese.

Ao abrir o evento, o Presidente da ACLP, Prof. Teoberto Landim, deu boas vindas e agradeceu a presença dos convidados que lotaram o Teatro Nadir Papi Saboya, no Centro Universitário Farias Brito. Em seguida, dirigiu saudação especial às novas titulares das cadeiras 23 e 33, bem assim aos três homenageados com a Medalha do Mérito Cultural Prof. Hélio Melo. Destacou, ainda, a importância dos dois lançamentos que ocorreriam naquele ato solene – o do 15º número da revista “Vernáculo” e do livro “Poemas do céu e do inferno”, de autoria do Prof. João Soares Lobo, ocupante da cadeira nº 25. Por fim, disse de sua alegria em ver a Academia cumprindo seu papel e ocupando espaço de relevo no cenário cultural cearense.

Após a apresentação das duas novas acadêmicas, missão confiada ao Prof. Vianney Mesquita (cadeira nº 37), o Prof. Teoberto Landim fez entrega do Diploma e do Colar Acadêmico, recolhendo, de cada uma delas, o juramento solene.

Professora Eulália Leurquin.
Professora Ritacy de Azevedo.

Na sequência, o cerimonialista apresentou o currículo resumido das três personalidades distinguidas, este ano, com a Medalha Hélio Melo, comenda que traduz o reconhecimento da ACLP ao mérito intelectual daqueles que empreendem esforços para se construir uma sociedade letrada e humanizada. A Medalha foi, então, entregue, pelo Presidente Teoberto Landim, através do Prof. Sérgio Melo (filho de Hélio Melo), aos professores Ada Pimentel, que se fez representar por sua filha; Ênio de Menezes Silveira; e Mário Barbosa, todos eles acompanhados pelos respectivos padrinhos.

Para apresentar a revista “Vernáculo” e os “Poemas do céu e do inferno”, foi convidado o Prof. Vicente de Paula Júnior, ocupante da cadeira nº 4. O Prof. João Soares Lobo dirigiu breves palavras aos presentes.

Antes de se encerrar a solenidade, o auditório foi brindado com as brilhantes peças de oratória das professoras Eulália e Ritacy. Elas homenagearam os patronos e predecessores na cadeira que passam a ocupar e externaram o propósito de se empenharem pelo crescimento continuado da Academia.

Ao final, o Prof. Teoberto Landim renovou o agradecimento a todos e convidou para o coquetel que seria servido no pátio em frente ao teatro, onde o Prof. Lobo autografou seu livro.

Compartilhar