APRECIAÇÃO LITERÁRIA JUVENTUDE, PROFESSORES E ESCOLA

Ensino como quem reza – com a alma genuflexa (FILGUEIRAS LIMA).

Foi imensa a satisfação de ler o livro-título deste comentário, de autoria da Professora-Doutora Kelma Socorro Lopes de Matos, docente da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará, indicativo da prontidão intelectual desta investigadora de tão boa crase, cujos estudos são constantemente revigorados no campo da Ciência de Paulo Freire e de seus ramos disciplinares e afins, os quais ela demonstra com maestria dominar.

Ao modo como convém a um bom estudo, os achados de sua demanda empírica harmonizam-se à grade teórica empregada pelos mais autorizados estudiosos (incluindo-se ela própria, com diversos ensaios de vulto, bastante referidos em tarefas da dimensão desta), concedendo ao seu livro incontestável valor e alcance científico digno de nota.

Destaca-se da demanda metodológica empreendida notória contribuição pessoal para o esquadrinhamento da relação jovem-escola-professor, diversamente de certos estudos pretensamente desse gênero, os quais costumam fazer recortes e bricolagens de ideias dos outros, que afluem a pouquíssimas ou a nenhuma achega prática a enriquecer o tema relacionado para exame.

É visível e enriquecedor o caminhar tranquilo pelos variados ramos do saber acima do senso geral, cujo léxico a autora deita cadeira no seu emprego.

Evidenciam-se a correção linguística, a facilidade de expressar indicadores da ciência em códigos rapidamente legíveis até pelo mediano leitor, sem subir às elevadas paragens do Português, tampouco descender ao chão da mesmice elocutória ou mesmo enveredar pelo academicismo exagerado de quem (isso é muito comum)  intenta demonstrar erudição que não possui.

De jure et de facto, a Professora Doutora Kelma Socorro Lopes de Matos representa, sem qualquer dúvida, uma das grandes expressões da Pedagogia nacional, teórico-prática e não teorista, sem o ranço da segunda, configurado no fato de ensinar a fazer, sem saber executar o que ensina.

Este volume é uma peça acadêmica para ligeira aplicação prática no paradoxo da insondável e simples área que a autora achou de abraçar com vigor: as Ciências da Educação.

Compartilhar