ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA 29/08/2016

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE VINTE E NOVE DE AGOSTO DE DOIS MIL E DEZESSEIS. Aos vinte e nove dias do mês de agosto de dois mil e dezesseis, no Palácio da Luz, situado na Rua do Rosário, número um, em Fortaleza, Ceará, a Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou sua primeira reunião ordinária, após o recesso de julho, com a presença dos acadêmicos Regine Limaverde (Cadeira nº 7), Antônio Vicente Alencar (Cadeira nº 11), José Myrson Melo Lima (Cadeira nº 14), Italo Gurgel (Cadeira nº 17), Sebastião Valdemir Mourão (Cadeira nº 19), João Soares Lobo (Cadeira nº 25), Révia Herculano (Cadeira nº 34), José Batista de Lima (Cadeira nº 36), João Vianney Campos de Mesquita (Cadeira nº 37) e Francisco Felipe Filho, representante da sociedade cearense no Conselho Fiscal. Justificaram ausência os acadêmicos Ana Paula Ribeiro, Cid Carvalho, Genuíno Sales, Giselda de Medeiros, José Ferreira de Moura, Maria Elias Soares, Mário Barbosa e Tarcísio Cavalcante. Na condição de visitante, esteve presente Marcelo Braga, candidato a uma vaga na Academia, e que se ausentou do recinto, quando da votação para preenchimento de duas cadeiras. Na abertura do expediente, foi feito o registro das correspondências recebidas, seguindo-se os informes dos acadêmicos: Vianney Mesquita registrou a instalação da Arcádia Nova Palmaciana e posse da primeira Diretoria; Regine Limaverde justificou sua ausência às últimas reuniões, o que se deveu a problemas de saúde; Italo Gurgel fez rápido repasse das atividades culturais da semana em Fortaleza; Vicente Alencar lamentou que as grandes redes de livrarias, com filiais em Fortaleza, não comercializem livros de autores cearenses; Batista de Lima lembrou a abertura de livraria voltada para autores cearenses e desculpou-se por suas últimas ausências às reuniões, premido que se encontra pelos compromissos profissionais; Révia Herculano comunicou que no ano em curso e em 2017 estará sem condições de frequentar a Academia com a frequência que desejaria, e pediu para ser dispensada de algumas tarefas. No espaço destinado aos Informes da Presidência, Valdemir Mourão solicitou ajuda para localizar familiares dos patronos eméritos da ACLP; voltou a pedir sugestões para o Regimento, que está sendo formatado; reiterou pedido para que os acadêmicos lhe enviem seus currículos, a serem postados no blog da entidade; e encareceu sugestões para a pauta das reuniões. Na Hora do Vernáculo, Vianney Mesquita apresentou sua crônica “Valva versus válvula”, em que narra episódios ilustrativos de equívocos no uso de alguns vocábulos usados no dia a dia. Na sequência, Myrson Lima ocupou-se dos “Numerais: grafia e uso”, explorando as mais diversas circunstâncias linguísticas relacionadas a seu emprego. A Ordem do Dia previa a eleição de novos membros para preenchimento de duas vagas na ACLP. Por oito votos favoráveis e um voto nulo, Marcelo Braga foi eleito para ocupar a Cadeira nº 18, e Teoberto Landim, pelo mesmo placar, teve aprovado seu pleito à Cadeira nº 38. Proclamados os resultados, o presidente Valdemir Mourão encerrou a sessão e convidou a todos para o Lanche das Cinco, em homenagem aos aniversariantes de julho e agosto: Giselda Medeiros (14/julho), Mário Barbosa e Carlos D’Alge (24/julho), Vianney Mesquita (17/agosto) e Cid Carvalho (25/agosto). Nada mais havendo a ser registrado, eu, Italo Gurgel, Segundo Secretário, lavrei a presente ata para que seja lida, discutida e assinada, em caso de aprovação. Fortaleza, vinte e nove de agosto de dois mil e dezesseis.

Compartilhar