ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE 28/08/2017

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE VINTE E OITO DE AGOSTO DE DOIS MIL E DEZESSETE. Aos vinte e oito dias do mês de agosto de dois mil e dezessete, no Palácio da Luz, situado na Rua do Rosário, número um, em Fortaleza, a Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou sua reunião ordinária mensal, com a presença dos acadêmicos Francisco Felipe Filho (Cadeira nº 2), Maria Luísa Silva Bomfim (Cadeira nº 3), Regine Limaverde (Cadeira nº 7), Antônio Vicente Alencar (Cadeira nº 11), Ana Paula de Medeiros Ribeiro (Cadeira nº 12), José Myrson Melo Lima (Cadeira nº 14), Giselda de Medeiros Albuquerque (Cadeira nº 16), Italo Gurgel (Cadeira nº 17), Marcelo Braga (Cadeira nº 18), Sebastião Valdemir Mourão (Cadeira nº 19), José Ferreira de Moura (Cadeira nº 20), Genuíno Francisco de Sales (Cadeira nº 23), João Soares Lobo (Cadeira nº 25), Manoel Crisóstomo do Vale (Cadeira nº 31), Ana Vládia Mourão de Oliveira (Cadeira nº 32), Révia Lima Herculano (Cadeira nº 34), Francisco Tarcísio Leite (Cadeira nº 35), Sebastião Teoberto Mourão Landim (Cadeira nº 38) e Paulo Sérgio Lobão da Costa (Cadeira nº 39). Justificaram ausência os acadêmicos Cid Carvalho, José Augusto Bezerra, Maria Elias, Mário Barbosa, Regina Barros Leal e Roberto Ribeiro. Na abertura da reunião, também esteve presente a professora Maria Gorete Oliveira de Sousa, candidata à Cadeira nº 1 da ACLP. Após a abertura dos trabalhos, o Presidente Valdemir Mourão informou que a acadêmica Regine Limaverde estava distribuindo, entre os confrades, seu livro de poemas “Dentro de mim, o mar”. Em seguida, solicitou à acadêmica Ana Vládia que fizesse a leitura da Ata da sessão anterior, após o que o texto foi aprovado sem reparos. O segundo secretário, Italo Gurgel, registrou a correspondência recebida, quando foram apresentados nove livros de autoria do João Paulo Hergesel, associado correspondente da Academia em São Paulo: “Nectarinas” – crônicas, “Anilina, Ziguezague e Désirée” – contos, “Aproveita, Julieta” – poemas, “Estilística aplicada à websérie” – ensaios, “Estilística cibernética” – ensaios, “20 contar” – contos, “Como calar a boca de um dragão” – literatura infantil, “11 de Março” – contos, “Um gato caolho de rabo comprido” – literatura infantil. Também foram apresentados: “60 anos de Adirson escrevendo Brasília”, coletânea de textos diversos, de autoria de José Adirson Vasconcelos; os jornais “Binóculo”, “Cândido” e “Jornal da UFC”. Aberto espaço para os Informes, Regine Limaverde comunicou que não haveria lançamento formal de sua nova coletânea de poemas e que, no dia seguinte, daria palestra, na Unifor, sobre o erotismo em sua criação literária, a convite do professor e acadêmico Batista de Lima. Regine Limaverde também se confessou surpresa e sentida com o comentário que ouvira, dias antes, de um colega da Academia, que considerara sua poesia “imoral”. O episódio foi comentado pelos acadêmicos João Soares Lobo, Teoberto Landim e Révia Herculano. Vicente Alencar comunicou a realização de mais uma edição do projeto “Terça-feira de prosa e verso” e falou da entrega da Comenda Hermenegildo de Sá Cavalcante aos acadêmicos Cid Carvalho e José Augusto Bezerra, agendada para o dia 5 de setembro, no Teatro Nadir Papi Saboya. João Soares Lobo anunciou que está preparando-se para lançar seu segundo livro de poesia. Nos Informes da Presidência, Valdemir Mourão anunciou que o Curso de Latim oferecido pela ACLP e Curso Professor Marcelo Braga teria início a 16 de setembro, ministrado pelo Professor Cajuaz. Referiu-se ao projeto de criar a rádio web da Academia, convidou os confrades a visitarem o site www.aclp.com.br, em construção, e pediu o envio de fotos individuais dos acadêmicos para compor a galeria daquele espaço virtual. Também propôs critérios para escolha dos membros correspondentes. Informou, por fim, que estava em busca de esclarecimentos sobre como cadastrar a Academia no Mapa Cultural do Ceará, plataforma gratuita e colaborativa criada pelo Governo do Estado para divulgar informações culturais através da internet. No segmento “Ordem do Dia”, o acadêmico Filipe Filho apresentou parecer favorável à aprovação das contas da ACLP referentes ao ano de 2016. Submetido ao julgamento dos presentes, o parecer foi aprovado por unanimidade. Em seguida, o Presidente anunciou o início do processo de votação para preenchimento das Cadeiras de números 1 e 40 e convidou os acadêmicos Giselda Medeiros, Manoel Crisóstomo e Italo Gurgel para, sob a presidência deste, conduzirem a consulta aos acadêmicos presentes. Em seguida, Myrson Lima leu o parecer elaborado pela comissão constituída para avaliar as propostas de admissão de novos associados efetivos. Com ele, formavam a comissão os acadêmicos Marcelo Braga e Ana Vládia Mourão. O parecer, a ser anexado à presente ata, informa que a Comissão, após arbitrar e mensurar os méritos literários e científicos dos dois postulantes – Maria Gorete Oliveira de Sousa, candidata à Cadeira nº 1, e Raimundo Evaristo Nascimento dos Santos, candidato à Cadeira nº 40 – concluiu que ambos preenchem plenamente as exigências do Estatuto da Academia. Cédulas eleitorais, foram, então, distribuídas entre os acadêmicos que, um a um, compareceram à mesa de votação para depositar seu voto na urna ali instalada. Ao se apurarem os dezenove votos emitidos na ocasião, contabilizaram-se, para cada postulante, dezoito votos favoráveis e um em branco. Finalizando a reunião, o Presidente Valdemir Mourão proclamou o resultado da eleição e convidou os presentes para o lanche servido na salão nobre da Academia Cearense de Letras, onde seriam homenageados os dois aniversariantes do mês: Cid Carvalho e Vianney Mesquita. Nada mais havendo a registrar, eu, Italo Gurgel, Segundo Secretário da ACLP, lavrei esta ata, para que seja lida, discutida e, em caso de aprovação, assinada. Fortaleza, vinte e oito de agosto de dois mil e dezessete.

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE 28/07/2017

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE VINTE E OITO DE JULHO DE DOIS MIL E DEZESSETE. Aos vinte e oito dias do mês de julho de dois mil e dezessete, no Palácio da Luz, situado na Rua do Rosário, número um, em Fortaleza, a Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou sua sexta Reunião Ordinária do ano. Estavam presentes os acadêmicos José Batista de Lima (Cadeira nº 36), Hermínia Lima (Cadeira nº 04), Giselda de Medeiros Albuquerque (Cadeira nº 16), Sebastião Valdemir Mourão (Cadeira nº 19), Aila Maria Leite Sampaio (Cadeira nº 21), Myrson Lima (Cadeira nº 14), Ana Vládia Mourão de Oliveira (Cadeira nº 32), João Vianney Campos de Mesquita (Cadeira nº 37), Francisco Felipe Filho (Cadeira nº 02), Regina Barros Leal (Cadeira nº 24), Vicente Alencar (Cadeira nº 11), Marcelo Braga (Cadeira nº 18), Maria Luísa Bomfim (Cadeira nº 03), Francisco Tarcísio Cavalcante (Cadeira nº 35), Paulo Sérgio Lobão da Costa (Cadeira nº 39) e Maria Elias Soares (Cadeira nº 15). Justificaram ausência, por motivo de viagem, os acadêmicos Regine Limaverde e Ítalo Gurgel; por questões de saúde, Genuíno Sales, José Ferreira de Moura, Miranda Leão e Teoberto Landim; e amparados pelo Art. 15, § 2º do Regimento Interno, Carlos d’Alge, Luiz Tavares Júnior, Paulo Bonavides, Horácio Dídimo, Manoel Crisóstomo do Vale e José Correia Lima Júnior. Na abertura dos trabalhos, a Secretária ad hoc fez a leitura da Ata da reunião anterior, que foi aprovada por unanimidade e em seguida o Presidente relacionou a correspondência recebida: Convite do Presidente da Assembleia Legislativa, para o lançamento da 2ª edição do livro O Cearense, de autoria de Parsifal Barroso, no dia 8 de agosto de 2017, às 19 horas no Plenário 13 de maio. Convite para o Centenário do Grupo Severiano Ribeiro, no dia 21 de julho de 2017. Dois exemplares do Jornal Binóculo, da UFC, nº 186, edição de julho de 2017, entregue pelo Acadêmico Batista de Lima. Aberto espaço para os Informes dos Acadêmicos, o Acadêmico Vicente Alencar convida para o lançamento da Revista da Sociedade Cearense de Geografia e História, no dia 16 de agosto de 2017, às 16 horas, na Casa de Juvenal Galeno. O Acadêmico Tarcísio Cavalcante faz uso da palavra para informar que Linhares Filho foi eleito o príncipe dos poetas cearenses, eleição realizada somente no âmbito da Academia Cearense de Letras, sem a participação de nenhuma outra academia, nem mesmo a nossa Academia Cearense da Língua Portuguesa. O Acadêmico Marcelo Braga divulga o Curso de Latim, no período de 2 de setembro a 14 de outubro, com carga horária de 30 horas, com a Certificação da Academia, que ocorrerá aos sábados, das 8h e 30m até às 12h. Este curso será ministrado pelo Prof. Cajuaz. O Presidente sugere aos confrades que estão ministrando aulas que divulguem o Curso de Latim. Marcelo Braga ainda informa que seu livro Português: fala e escrita está à venda. O Acadêmico Batista de Lima informa sobre o lançamento do livro A Saga lírica de Giselda Medeiros, que ocorreu no Náutico Atlético Cearense, evento organizado pela Associação das Jornalistas e Escritoras do Brasil – Ajeb, e na ocasião foi comemorado o aniversário de Giselda Medeiros. Nos informes da Presidência, Valdemir Mourão adverte sobre a urgência na localização dos patronos eméritos para a publicação das biografias dos patronos e dos patronos eméritos, com o objetivo principal de resgatar e registrar a história da Academia. O Presidente solicitou, ainda, que os Acadêmicos enviem seus currículos para publicar no blog e também no site da ACLP, que está sendo construído. O Presidente informa que a situação fiscal da Academia está totalmente legalizada perante à Receita Federal. Informa, ainda, o Presidente que está sendo construído o site da Academia para substituir o blog, pois o mesmo tem dificultado as publicações. Quanto à sede da Academia, o Presidente ressalta, mais uma vez, a necessidade de termos um local próprio para que possamos fazer as reuniões, guardar os documentos contábeis e fiscais, o acervo bibliográfico e outros documentos importantes para preservar a história da Academia. O Presidente solicita que os Acadêmicos informem o dia, o mês e o ano de nascimento para publicar no blog e no futuro site. A conta bancária em nome da Academia será aberta somente no próximo ano. O balancete da prestação de contas de 2016 foi entregue hoje ao Conselho Fiscal, para a devida apreciação. O Presidente informa que lançará no blog o Edital para a criação do Hino e da Bandeira da Academia. A Acadêmica Aíla Sampaio sugere que se faça um concurso ou uma seleção para esta escolha. Afinal, a Academia está prestes a completar 40 anos e não tem nenhum símbolo que a represente. O Presidente informa que o Acadêmico Marcelo Braga sugeriu a criação da Gramática da Língua Portuguesa, feita pelos Acadêmicos da ACLP e, no mesmo instante, convidou Marcelo Braga para expor como seria sua ideia sobre este assunto. Para finalizar este momento, o Presidente informou sobre o Mapa Cultural da Secultfor, importante canal de divulgação da cultura da cidade e sugeriu que os Acadêmicos procurem o órgão para realizar o cadastro. Nesta reunião, não haverá Hora do Vernáculo em decorrência de termos duas sessões no mesmo dia. Ordem do dia: O Presidente sugere o reajuste da mensalidade da Academia, que passaria de R$ 30,00 para R$ 50,00. Após discussão, ficou decidido, por unanimidade, o reajuste a partir de janeiro de 2018. Quanto ao afastamento dos candidatos inadimplentes ou ausentes, dois Acadêmicos foram chamados para apresentar suas justificativas. Apenas um compareceu. O Presidente concedeu-lhe a palavra para apresentar sua defesa. A Acadêmica Regina Barros Leal, fazendo uso da palavra justificou sua ausência em decorrência do falecimento de seu esposo; quanto à situação de inadimplência é, também, motivada pelas despesas com médicos, hospitais e medicamentos. A Acadêmica tem um prazo de 30 dias para solucionar sua pendência financeira com a Academia. Para receber a Medalha Hélio Melo, por ocasião da comemoração dos 40 anos da Academia, foi sugerido pelo Acadêmico Paulo Lobão, o nome do Professor Ednilo Soarez, que foi aprovado por maioria. A Acadêmica Aíla Sampaio sugeriu o nome do Chanceler Airton Queirós, recentemente falecido, para receber a Medalha Hélio Melo, in memorian, que foi aprovada por unanimidade. O Presidente solicita que o Acadêmico Myrson Lima faça a leitura do parecer para a aprovação do candidato do Estado de São Paulo a sócio correspondente da ACLP, o Sr. João Paulo Lopes de Meira Hergesel, sendo aprovado por unanimidade. Ao final da sessão, o Presidente convida a todos para participar do Lanche das Cinco, no Salão Nobre do Palácio da Luz. Nada mais havendo a registrar, eu, Ana Vládia Mourão de Oliveira, Secretária ad hoc, lavrei esta ata, para que seja lida, discutida e, em caso de aprovação, assinada. Fortaleza, vinte e oito de julho de dois mil e dezessete.

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE 29/05/2017

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE VINTE E NOVE DE MAIO DE DOIS MIL E DEZESSETE. Aos vinte e nove dias do mês de maio de dois mil e dezessete, no Palácio da Luz, situado na Rua do Rosário, número um, em Fortaleza, a Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou sua terceira reunião ordinária do ano. Aquela agendada para vinte e oito abril foi cancelada, em razão dos protestos políticos que paralisaram a cidade naquele dia. Estavam presentes os acadêmicos Francisco Felipe Filho (Cadeira nº 2), Maria Luísa Silva Bomfim (Cadeira nº 3), Regine Limaverde (Cadeira nº 7), Antônio Vicente Alencar (Cadeira nº 11), José Myrson Melo Lima (Cadeira nº 14), Italo Gurgel (Cadeira nº 17), Marcelo Braga (Cadeira nº 18), Sebastião Valdemir Mourão (Cadeira nº 19), José Ferreira de Moura (Cadeira nº 20), Aila Maria Leite Sampaio (Cadeira nº 21), Roberto Feijó Ribeiro de Sousa (Cadeira nº 30), Ana Vládia Mourão de Oliveira (Cadeira nº 31), Révia Lima Herculano (Cadeira nº 34), Francisco Tarcísio Leite (Cadeira nº 35), João Vianney Campos de Mesquita (Cadeira nº 37) e Sebastião Teoberto Mourão Landim (Cadeira nº 38). Justificaram ausência, por motivo de trabalho, os acadêmicos Hermínia Lima, Paulo Sérgio Lobão da Costa e Regina Barros Leal; e, por questões de saúde, Mário Barbosa, Cid Carvalho e Genoíno Sales. Esteve presente, como visitante, a senhora Regina Lúcia Barbosa Lima. Na abertura dos trabalhos, o Presidente Valdemir Mourão registrou o falecimento dos acadêmicos Arnaldo Vasconcelos (Cadeira nº 1), ocorrido no dia vinte e seis do corrente mês de maio, e José Rogério Fontenele Bessa (Cadeira nº 40), no dia vinte e oito de abril. Ao lamentar essas perdas, solicitou que se observasse um minuto de silêncio em homenagem aos confrades desaparecidos. Determinou, na ocasião, que se encaminhasse correspondência às famílias enlutadas formalizando as condolências da Academia. O segundo secretário, Italo Gurgel, relacionou a correspondência recebida, destacando o exemplar de “Teoria do Direito em Debate”, coletânea de estudos publicada em homenagem ao professor Arnaldo Vasconcelos. O Presidente, por sua vez, referiu-se ao recebimento de candidatura ao posto de Sócio Correspondente da ACLP na cidade de São Paulo, tendo designado os acadêmicos José Ferreira de Moura, Myrson Lima e Marcelo Braga para compor comissão encarregada de avaliar o dossiê a ele encaminhado pelo postulante, João Paulo Hergesel. Aberto espaço para os Informes, Regine Limaverde comunicou que, no próximo dia vinte e nove de junho, a convite da professora Socorro Pinheiro, participaria de mesa redonda no Campus da Universidade Federal do Ceará em Iguatu, ao lado da confreira Aila Sampaio. Na ocasião, realiza-se ali o Segundo Encontro de Literatura e Cultura Cearense. Marcelo Braga informou que se encontra em fase final de impressão seu novo livro, “Português: fala e escrita”. O Presidente Valdemir Mourão lembrou as comemorações dos quarenta anos da Academia, no próximo mês de outubro, o que impunha a agilização de diversas iniciativas programadas para a ocasião. A fim de viabilizar as publicações previstas, voltou a solicitar dos acadêmicos: a localização dos familiares de patronos eméritos, o recebimento dos currículos e discursos de posse dos confrades, a biografia dos patronos e patronos eméritos, e a entrega de material para a revista da Academia. Comunicou que, em breve, se retomariam os trabalhos de elaboração do Regimento e que havia providenciado a assinatura digital da ACLP na Receita Federal. Lembrou, por fim, o número da agência e conta bancária para depósito da anuidade. Na sequência, os acadêmicos Vianney Mesquita e Myrson Lima enriqueceram a Hora do Vernáculo, o primeiro, apresentando o resultado de pesquisa sobre o emprego da expressão “a gente”, procurando demonstrar seu uso exagerado em todos os quadrantes da fala; o segundo, discorrendo sobre o emprego do infinitivo – pessoal e impessoal, flexionado e não flexionado. Seguiram-se enriquecedores comentários por parte dos acadêmicos Tarcísio Cavalcante e Teoberto Landim. Antes de encerrar a sessão, o Presidente Valdemir Mourão comunicou que daria início ao processo de afastamento daqueles acadêmicos que se ausentaram por completo da Academia, nos últimos meses, sem apresentar qualquer justificativa. Pediu sugestão de personalidades a serem homenageadas durante as festividades dos quarenta anos da ACLP e solicitou aos acadêmicos Myrson Lima e Vicente Alencar que fizesse entrega, a Cid Carvalho, do diploma de Presidente de Honra da entidade. Esgotada a pauta, o Presidente declinou o nome dos aniversariantes nos meses de abril e maio (Paulo de Tarso, Manoel Crisóstomo do Vale, Genuíno Sales, Arnaldo Vasconcelos, Aila Sampaio, Paulo Benevides, Myrson Lima, Batista de Lima e Maria Luísa Bonfim) e convidou a todos para participar do Lanche das Cinco, no Salão Nobre do Palácio da Luz. Nada mais havendo a registrar, eu, Italo Gurgel, Segundo Secretário da ACLP, lavrei esta ata, para que seja lida, discutida e, em caso de aprovação, assinada. Fortaleza, vinte e nove de maio de dois mil e dezessete.

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA 28/03/2017

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE VINTE E OITO DE MARÇO DE DOIS MIL E DEZESSETE. Aos vinte e oito dias do mês de março de dois mil e dezessete, na Rua do Rosário, número um, em Fortaleza, Ceará, a Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou sua segunda reunião ordinária do ano, após observar recesso em fevereiro. Estavam presentes os acadêmicos Francisco Felipe Filho (Cadeira nº 2), Antônio Vicente Alencar (Cadeira nº 11), Ana Paula de Medeiros Ribeiro (Cadeira nº 12), José Myrson Melo Lima (Cadeira nº 14), Giselda de Medeiros Albuquerque (Cadeira nº 16), Italo Gurgel (Cadeira nº 17), Marcelo Braga (Cadeira nº 18), Sebastião Valdemir Mourão (Cadeira nº 19), José Ferreira de Moura (Cadeira nº 20), Roberto Feijó Ribeiro de Sousa (Cadeira nº 30), Manoel Crisóstomo do Vale (Cadeira nº 31) e Sebastião Teoberto Mourão Landim (Cadeira nº 38). Justificaram ausência, por motivo de trabalho, os acadêmicos Hermínia Lima, João Soares Lobo, Maria Elias Soares, Batista de Lima e Regine Limaverde; e, por problemas de saúde, Regina Barros Leal, Mário Barbosa, Ana Vládia Mourão e Genoíno Sales. Ao abrir os trabalhos, o Presidente Valdemir Mourão solicitou a leitura da ata da sessão ordinária de trinta de janeiro, o que foi feito pelo Segundo Secretário, Italo Gurgel. Posta em votação, a Ata foi aprovada por unanimidade e sem reparos. Italo fez, na sequência, o registro da correspondência recebida: periódico “Binóculo”, panfleto do 1º Concurso LEC de Literatura, exemplar do livro “Adirson Vasconcelos, o historiador de Brasília”, e convite para o lançamento de “Considerações sobre a invasão de Lavras em 1910”, de autoria de João Tavares Calixto Júnior. Aberto espaço para os comunicados dos acadêmicos, Myrson Lima anunciou a criação da Academia Cearense de Direito; Roberto Ribeiro comunicou que o lançamento de “O mundo é das Marias” ocorreria a trinta e um de maio; Vicente Alencar informou que sua palestra sobre Bárbara de Alencar seria proferida a vinte e nove de abril e lembrou o lançamento de “Policromias”, obra coordenada por Giselda Medeiros, agendado para o dia dezoito de abril, pela manhã, na Academia Cearense de Letras. Em seus informes, o Presidente voltou a disponibilizar o selo dos quarenta anos da ACLP para figurar na capa de livros a serem lançados, no corrente ano, pelos acadêmicos; encareceu esforços para se localizarem os familiares dos acadêmicos falecidos; insistiu em que lhe fossem repassados os currículos dos acadêmicos, para inserção no blog da entidade, além da biografia dos patronos e patronos eméritos e do discurso de posse dos atuais membros da Academia, material que deverá chegar a suas mãos até o próximo dia trinta e um de maio. Esclareceu que os discursos irão compor a edição da revista da ACLP com lançamento previsto, também, para os atos comemorativos do corrente ano. Comunicou que a revisão da minuta do Regimento esteve paralisada nos últimos dias, mas que seria retomada brevemente. Na Hora do Vernáculo, a acadêmica Ana Paula de Medeiros Ribeiro proferiu palestra sobre o ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa, amparando-se em sólidas estatísticas e aprofundando-se na análise dos desafios que se colocam na formação de professores. Seguiram-se enriquecedores comentários, testemunhos e questionamentos por parte dos acadêmicos presentes. Encerrado esse capítulo, o Presidente passou à Ordem do Dia, discorrendo sobre algumas atividades previstas para marcar as quatro décadas de história da Academia. Informou que ainda estão disponíveis exemplares da Agenda ACLP e, por fim, convidou a todos para o lanche tradicional, ocasião em que receberiam congratulações os acadêmicos aniversariantes dos meses de fevereiro e março: Vicente Alencar, Teoberto Landim, Italo Gurgel, Horádio Dídimo, Filipe Filho, Regina Barros Leal, Regine Limaverde, Lemos Monteiro e Carlos Augusto. Nada mais havendo a registrar, eu, Italo Gurgel, Segundo Secretário da ACLP, lavrei esta ata, para que seja lida, discutida e, em caso de aprovação, assinada. Fortaleza, vinte e oito de março de dois mil e dezessete.

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA 30/01/2017

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JANEIRO DE DOIS MIL E DEZESSETE. Aos trinta dias do mês janeiro de dois mil e dezessete, na Rua do Rosário, número um, em Fortaleza, Ceará, a Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou reunião ordinária, com a presença dos acadêmicos Hermínia Maria Lima da Silva (Cadeira nº 4), Antônio Vicente Alencar (Cadeira nº 11), José Myrson Melo Lima (Cadeira nº 14), Maria Elias Soares (Cadeira nº 15), Giselda de Medeiros Albuquerque (Cadeira nº 16), Italo Gurgel (Cadeira nº 17), Marcelo Braga (Cadeira nº 18), Sebastião Valdemir Mourão (Cadeira nº 19), José Ferreira de Moura (Cadeira nº 20), Aila Maria Leite Sampaio (Cadeira nº 21), Ana Vládia Mourão de Oliveira (Cadeira nº 32), José Batista de Lima (Cadeira nº 36) e Sebastião Teoberto Mourão Landim (Cadeira nº 38). Justificaram ausência os acadêmicos Ana Paula de Medeiros Ribeiro, Cid Saboia de Carvalho, Francisco Felipe Filho, Genuíno Sales, João Soares Lobo, Maria Luísa Silva Bomfim e Mário Barbosa. Na abertura dos trabalhos, o Presidente Valdemir Mourão anunciou a pauta específica da reunião, que procederia à discussão da minuta do Regimento da Academia. Em seguida, relatou a correspondência recebida, que incluiu exemplares do livro “Os 366 dias”, de Adirson Vasconcelos, e dos periódicos “Binóculo”, “Jornal da Associação Nacional dos Escritores” e “Jornal da UFC”. Na sequência, Giselda Medeiros solicitou autorização para utilizar o selo comemorativo dos quarenta anos da ACLP na capa de publicação da AJEB organizada por ela e Ana Paula de Medeiros. Após breve discussão, os acadêmicos votaram favoravelmente à proposta. Valdemir Mourão lembrou que, até março, estaria recebendo material para a revista comemorativa dos quarenta anos. Em seguida, deu início ao exame da minuta do Regimento, com análise minuciosa de cada Artigo e Parágrafo. A discussão avançou até o artigo quarto (renumerado de artigo terceiro), incorporando-se mudanças de forma e conteúdo a todos os itens examinados. Esgotado o tempo previsto para a reunião, o Presidente solicitou a formação de um grupo a ser incumbido de aprimorar a minuta, objetivando uma discussão mais célere, quando o documento fosse reapresentado na reunião de março. A comissão estará formada por Valdemir Mourão, Myrson Lima, Marcelo Braga, Teoberto Landim e Maria Elias. Nada mais havendo a registrar, eu, Italo Gurgel, Segundo Secretário da ACLP, lavrei esta ata, para que seja lida, discutida e, em caso de aprovação, assinada. Fortaleza, trinta de janeiro de dois mil e dezessete.

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA 28/11/2016

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE VINTE E OITO DE NOVEMBRO DE DOIS MIL E DEZESSEIS. Aos vinte e oito dias do mês novembro de dois mil e dezesseis, na Rua do Rosário, número um, em Fortaleza, Ceará, a Academia Cearense da Língua Portuguesa realizou reunião ordinária mensal, aberta e encerrada com a presença dos acadêmicos Francisco Felipe Filho (Cadeira nº 2), Regine Limaverde (Cadeira nº 7), Antônio Vicente Alencar (Cadeira nº 11), Ana Paula de Medeiros Ribeiro (Cadeira nº 12), José Myrson Melo Lima (Cadeira nº 14), Maria Elias Soares (Cadeira nº 15), Giselda de Medeiros Albuquerque (Cadeira nº 16), Italo Gurgel (Cadeira nº 17), Marcelo Braga (Cadeira nº 18), Sebastião Valdemir Mourão (Cadeira nº 19), José Ferreira de Moura (Cadeira nº 20), João Soares Lobo (Cadeira nº 25), Ana Vládia Mourão de Oliveira (Cadeira nº 32), Révia Herculano (Cadeira nº 34), Francisco Tarcísio Cavalcante (Cadeira nº 35), João Vianney Campos de Mesquita (Cadeira nº 37), Sebastião Teoberto Mourão Landim (Cadeira nº 38) e Paulo Sérgio Lobão da Costa (Cadeira nº 39). Justificaram ausência os acadêmicos Aila Sampaio, Cid Carvalho, Genoíno Sales, Hermínia Lima, José Augusto Bezerra, Maria Luísa Bomfim, Mário Barbosa e Roberto Ribeiro. Na abertura dos trabalhos, o Segundo Secretário, Italo Gurgel, registrou o recebimento de exemplares do jornal “Binóculo” e de livros e panfletos enviados por Adirson Vasconcelos, membro da Academia de Letras de Brasília. Em seguida, foram lidas as atas da sessão ordinária de vinte e oito de setembro, pelo Segundo Secretário, e da sessão solene de vinte e oito de outubro, pelo Segundo Tesoureiro, José Ferreira de Moura, sendo ambas aprovadas, com revisões. Aberto espaço para os informes dos acadêmicos, Italo Gurgel anunciou o lançamento do romance “Cambono”, de Clauder Arcanjo, na cidade de Natal, a trinta de novembro, e transmitiu o desejo do autor de também lançar o livro em Fortaleza. A sugestão apresentada pelos acadêmicos foi de que o ato acontecesse durante o jantar de confraternização natalina da ACLP, agendado para o dia sete de dezembro, às dezenove horas e trinta minutos, no Marina Park Hotel. Ana Paula de Medeiros informou sobre sua participação no Quinto Fórum de Linguística Portuguesa, onde discorreu sobre “Ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa: desafios e perspectivas na Educação Básica”. Por sugestão do Presidente Valdemir Mourão, o mesmo trabalho será apresentado na “Hora do Vernáculo”, durante a sessão ordinária de fevereiro de dois mil e dezessete. Teoberto Landim comunicou sua participação, como palestrante, na programação da “Quinta Literária”, da Unifor. Abertos os Informes da Presidência, Valdemir Mourão propôs que todos os livros publicados no próximo ano, pelos acadêmicos, estampassem na capa uma logo com a inscrição “Edições ACLP”. Como alternativa, foi sugerido, por Regine Limaverde, que se criasse um selo comemorativo dos quarenta anos da Academia, proposta finalmente aprovada. O Presidente apresentou relação dos países que mais acessam o blog da ACLP; entregou, a todos os presentes, cópia de calendário onde se realçam os dias de reunião da Academia em todo o ano de dois mil e dezessete; solicitou que se desenvolvessem esforços para localizar os familiares dos patronos eméritos; voltou a pedir sugestões para a elaboração do Regimento da ACLP, tema agendado para a reunião de janeiro próximo; solicitou cópia dos currículos para postagem no blog, bem como a biografia dos patronos e patronos eméritos, para compor um livro; encareceu, igualmente, que lhe fossem entregues cópias dos discursos dos acadêmicos recentemente empossados e que se destinam à inserção na revista dos quarenta anos; e reforçou convite para o jantar de confraternização. Na Ordem do Dia, Valdemir Mourão solicitou sugestões para uma agenda de atividades relacionadas ao quadragésimo aniversário da ACLP; propôs a realização de um Congresso da Língua Portuguesa e de um Curso de Latim, bem como a reedição do concurso de produção escrita; e anunciou a publicação da Agenda ACLP para dois mil e dezessete. Aberta a Hora do Vernáculo, Italo Gurgel apresentou artigo intitulado “O lero lero da internet”, em que discorre sobre os websites capazes de gerar qualquer quantidade de texto pejo de expressões altissonantes e absolutamente vazias. Na sequência, Vianney Mesquita expôs “Três lapsos de entendimento”, demonstrando que as significações equívocas, antes ocorrentes mais no universo coloquial, hoje também estão presentes nos espaços de aplicação da linguagem culta. Ao encerrar os trabalhos, o Presidente Valdemir Mourão convidou os acadêmicos para o Lanche das Cinco, em homenagem aos aniversariantes de outubro (Ana Paula de Medeiros e João Soares Lobo) e novembro (Roberto Ribeiro e Révia Herculano). Nada mais havendo a ser registrado, eu, Italo Gurgel, Segundo Secretário da ACLP, lavrei esta ata, para que seja lida, discutida e, em caso de aprovação, assinada. Fortaleza, vinte e oito de novembro de dois mil e dezesseis.