Nº 14 de “Vernáculo” será lançado no jantar comemorativo do aniversário

A Academia Cearense da Língua Portuguesa comemora, no próximo dia 30 de outubro, os 41 anos de sua fundação. A efeméride será assinalada com um jantar solene, no Ideal Clube, ocasião em que tomarão posse três novos membros efetivos. Também está previsto o lançamento da 14ª edição da revista “Vernáculo”, publicação oficial da ACLP, que tem promovido o diálogo com os diversos campos do saber da Língua Portuguesa, contribuindo para a formação intelectual e a reflexão crítica dos estudantes, intelectuais e professores.

De acordo com o Presidente da entidade, Prof. Teoberto Landim, os textos recolhidos nessa nova edição “reforçam práticas, recriam, criam, reiteram inovam e assumem sempre e cada vez mais o compromisso da Academia Cearense da Língua Portuguesa com os sujeitos de sua prática”.

Expressivo número de acadêmicos participa desse novo número de “Vernáculo” produzindo, com a variedade de textos, um painel representativo da própria composição da Academia, que reúne professores de Língua Portuguesa e de Literatura, gramáticos, jornalistas, poetas, contistas e ensaístas.

É a seguinte a relação de artigos e textos literários coletados:

ENSAIOS E ARTIGOS

  1. De Latim e Português: riquezas, graças, erros e contradições – Francisco Felipe Filho
  2. A leitura é fonte inesgotável de prazer – Regine Limaverde
  3. Ao pedagogo, com carinho – Ana Paula de Medeiros Ribeiro
  4. Gerúndio e gerundismo – Myrson Lima
  5. Numerais: grafia e uso – Myrson Lima
  6. Os vocábulos “tipo” e “claro” como marcadores discursivos presentes nas redações dos adolescentes – Marcelo Braga
  7. Tautologia – Valdemir Mourão
  8. Linguagem viva – José Ferreira de Moura
  9. O fluir do murmúrio – Batista de Lima
  10. Memórias esparsas: releitura analítica – Vianney Mesquita
  11. A arte de escrever – Anizeuton Leite

CONTOS

  1. A um passo da eternidade – Italo Gurgel
  2. A mulher nuvem – Clauder Arcanjo

POESIAS

  1. Dadaísta, graças a Deus! – Gorete Oliveira
  2. Em nome do filho – Gorete Oliveira
  3. Enquanto a pipa sobe – Gorete Oliveira
  4. Tolice – Maria Luisa Bomfim
  5. Depois do inverno – Ana Paula de Medeiros Ribeiro
  6. A festa da paisagem e o silêncio – Giselda de Medeiros
  7. No repleno do encontro – Regina Barros Leal
  8. Antítese – Regina Barros Leal
  9. À Alda Matos Bezerra Lima, mãe quase avó – Révia Herculano

DISCURSO

  1. Discurso de posse na Academia Cearense da Língua Portuguesa (31/10/2017) – Maria Margarete Fernandes de Sousa
Compartilhar