crê, crer; dá, dar; lê, ler; vê, ver; está, estar; ri, rir.

Escreve-se com r, quando se pode substituir o verbo em questão por permanecer, oferecer ou sinônimos no infinitivo.
Escreve-se sem r, quando se pode substituir o verbo em questão por permanece, oferece ou sinônimos na 3a pessoa do singular, ou seja, sem r. Exemplos:

1) Ninguém está duvidoso = Ninguém permanece duvidoso.

2) Ninguém pode estar com dúvidas = Ninguém pode permanecer com dúvidas.

3) Ele só dá o que tem = Ele só oferece o que tem.

4) Ele só pode dar o que tem = Ele só pode oferecer o que tem.

5) O homem crê no dinheiro, na fama e na consciência.

6) Crer em ti é uma questão de sobrevivência.

7) Ela lê minha mão como se lesse meu coração.

8) Meus filhos gostam de ler romances.

9) O ser que vê a verdade encontra a paz eterna.

10) Todo mundo ri antes do tempo.

11) Quem quiser rir de mim que o faça à minha frente.

ATENÇÃO! Somente os verbos crê, dê, lê, vê (crer, dar, ler, ver) e seus derivados são escritos na 3a pessoa do pl. com dois “ee” como creem, deem, leem, veem, descreem, desdeem, releem, reveem.

Olhe! Ele crê. / Eles creem. Que ele dê. / Que eles deem. Ele lê. / Eles leem. Ele vê. / Eles veem.

Palavras homófonas

absolver, absorver. Particípio regular: absolvido; irregular: absolto.

Absolver significa declarar inocente; isentar, relevar da culpa imputada; perdoar. Exemplo:

1) A morte não me absolverá, apenas fará com que os vivos reconheçam meus valores.

absorver significa sorver, aspirar, embeber em si, recolher em si; consumir, exaurir, esgotar; requerer toda atenção de; engolir (comendo ou bebendo); aprender, etc. Particípio regular: absorvido; irregular: absorto. Exemplos:

1) A escritura deste livro absorveu um dos melhores momentos que tive como escritor.

2) Na sorveteria, absorvi duas bolas de sorvete com belo sabor.

cerrar, serrar. São palavras homófonas, mesma pronúncia, mas significado e grafia diferentes.

Cerrar: fechar; unir; adensar. Ex.: “avermelharam-se-lhe os olhos e as faces, cerrou os dentes…” (Manuel Antônio de Almeida. Memórias de um Sargento de Milícias).

Serrar: cortar com serra. Ex.: Serrei a madeira em pedaços que davam para fazer um carrinho.

Prof. Mourão – 01-02-2016

Palavras parônimas

desapercebido, despercebido.

São palavras parônimas, com escritas parecidas, mas diferentes na pronúncia, na escrita e na significação.

Desapercebido, adj.: desprovido, desprevenido, descuidado, sem provisões. Ver despercebido. Ex.:
1) Ele está muito desapercebido durante a vigilância.

2) “… passava desapercebido, e tinha segurança de que o não achariam com facilidade se o procurassem.” (Manuel Antônio de Almeida. Memórias de um Sargento de Milícias). Na verdade, o autor deveria ter usado despercebido, tendo em vista o significado pretendido.

Despercebido: não notado; não observado.
Ex.: Ela passou despercebida na festa de ano novo.

absolutamente

Significa completamente, ilimitadamente, inteiramente, de modo absoluto; de modo nenhum; de jeito algum; sem dúvida que sim; certamente que sim;

Atualmente este advérbio passou a ser usado como partícula de reforço e outras vezes como simples negativa. É comum ser usado, na pronúncia, com uma 3ª tônica, incluindo um -i após a 1ª sílaba -ab (abisolutamente). Este procedimento é incorreto, porque se deve proferir o -b levemente (absolutamente). Exemplos.:

1) – O que se espera dos atuais políticos brasileiros? – Nada, absolutamente nada.

2) “Não permito absolutamente que você permita isso”. (AH, DHLP) = de jeito algum.

3) “- Desejas passar? — Absolutamente, minha senhora”. (AH, DHLP) = sem dúvida que sim.

x ou ch?

Depois de ditongo, geralmente se emprega -x.

Ex.: afrouxar, encaixe, feixe, baixa, faixa, frouxo, rouxinol, trouxa, peixe, etc. Mas cuidado com as exceções: encher e seus derivados (enchimento, enchente, enchido, preencher), etc e quando -en se junta a um radical iniciado por -ch: encharcar (de charco), enchumaçar (de chumaço), enchiqueirar (de chiqueiro), etc.

abusar demais.

Abusar significa exceder-se no uso de alguma coisa; usar em excesso.

Demais significa excessivamente, em demasia, por isso evite essa tautologia (V.), redundância. Use apenas abusar. Ex:

1) Abusava de perfumes.

2) Abusava da confiança do patrão.

CUIDADO! Nunca use: Abusava demais (…).